Pâncreas Artificial e Bomba de Insulina

Acabou de sair uma reportagem na Record sobre diabéticos (confira nesse link). Tenho duas coisas a comentar sobre esse vídeo.

A primeira é sobre a Maria Cecília, uma menina que tem diabetes desde bem pequena e diz que não tem nada de ruim para falar sobre a diabetes. Acho que esse é um ponto para refletirmos o quanto a diabetes depende do ponto de vista de cada um e de como é levada. A Maria Cecília vive normalmente e bem com a diabetes. E do meu ponto de vista, é dessa forma mesmo que deve ser levada. Não somos doentes, ou temos que ter nenhuma privação. É possível sim vivermos como qualquer outra pessoa. Aí podem me dizer, “mas temos que injetar insulina todos os dias e picar nossos dedos várias vezes”, mas isso, para a gente, é como respirar, beber água, se alimentar. Tem que ser algo que pertença a nossa vida, para melhorar a nossa qualidade de vida. E não algo que nos diferencie ou faça terem pena de nós. Minha médica costuma me dizer que a diabetes é apenas um problema, como tantos outros que temos que lidar todos os dias, e nunca uma doença. Acredito que essa é a melhor forma de tratar a diabetes.

A segunda é sobre os tipos de tratamentos que a medicina está nos trazendo. Uma é a bomba de insulina, que inclusive já tratei aqui no blog, o que nos proporciona uma independência enorme no nosso dia a dia. Outro tipo de tratamento que estão desenvolvendo é o do pâncreas artificial. Daqui alguns anos, quem sabe já não começam a testá-lo?

Anúncios

Um comentário sobre “Pâncreas Artificial e Bomba de Insulina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s